A agressividade é uma das respostas mais primitivas que os cães têm, desde seus ancestrais, os lobos. Como descendentes dos lobos, os cães mantêm, ainda hoje, os comportamentos que destes herdaram.

Nos lobos, a agressividade é ainda o modo de conseguir alimento – o grupo une-se em perseguição à presa e, eles mordem para derrubar e matar. O líder da alcatéia deve guardar e proteger todo o grupo, afastando intrusos com um comportamento desafiador. Os lobos não brigam, a não ser pela disputa de liderança que, só terminará com a morte.

Os cães são animais predadores que vivem em grupos familiares. Na matilha existe uma hierarquia. Para os cães, a hierarquia é obrigatória. A agressividade é normal para a matilha.

Motivos principais que levam um cão a morder

- Dor
Mordida como resposta a um estímulo doloroso. A mordida tem por objetivo acabar com o estímulo desagradável.

- Dominância
Morder para demonstrar superioridade àquele que está sendo mordido (pessoas ou outros animais). A agressão por dominância vai desde um simples rosnado até um ataque real. Para o cão, a família humana é a matilha – ele irá testar todas as pessoas que vivem com ele, exibindo comportamento dominantes.

- Instinto de caça
Perseguir e morder presas para comê-las. Os cachorros, atualmente, não precisam mais caçar para conseguir comida. Mas, o instinto permanece.

- Medo
Quando o cão está apavorado e alguém tenta pegá-lo – ele agride, morde, para afastar o que lhe parece uma ameaça. Todos os cães, sem exceção, mordem por medo.

- Comida
Comida escassa . O cão pode morder e rosnar para qualquer coisa que se aproxime no momento que está comendo. O líder da matilha é o dono da comida.

- Posse de objetos
Morder para defender uma posse, um brinquedo, etc.

- Defesa do território
O cão protege a propriedade. Quanto menor o território, com mais agressividade o animal irá protegê-lo. Um cão de guarda tem forte sentimento de ciúmes, senão não guarda nada. O cão considera que a casa, o quintal, são seus territórios. – a casa é a parte mais importante do território.

Florais de Bach indicados para tratar agressividade. Esses florais não são um guia . São, meramente, uma sugestão. Consulte o terapeuta floral.

- Beech
Quando o cão agride por intolerância. Restitui a tolerância e a flexibilidade.

- Mimulus
Para tratar o cão que morde por medo. Medo de coisas conhecidas.

- Rock rose
Para tratar o animal que morde por terror, pânico.

- Cherry plum
Para tratar o animal que está agressivo por descontrole. Cão que avança em qualquer pessoa.

- Holly
Trata o ódio, os ciúmes destrutivos. O cão é destruidor, vingativo . Para tratar cães com aversões específicas, como gatos, veterinários, carteiros, etc.

- Vine
Para tratar animais agressivos com as pessoas e com outros animais. O cão não aceita ser contrariado. Para tratar animais que defendem demais seu território, não permitindo que se chegue perto de sua comida, brinquedos, etc. Vine é a essência quando a dominação justifica a agressão – questões relacionadas à posição hierárquica e ao território devem ser identificadas.

Dra. Martha Follain CRT: 21524
Fonte do Artigo: www.greepet.vet.br

Leave a Reply